watermark logo

Up next

CASTELO DE AREIA com Zilo e Zalo

9 Views· 08/02/20
Aryel Narvasa
Aryel Narvasa
0 Subscribers
0

CASTELO DE AREIA com ZILO E ZALO – As Vozes Encantadoras do Sertão. Moda Campeira do Carreirinho. Gravação Chantecler de 1.965 – Compacto simples. Neste mesmo compacto está a composição do Goiá “A Grande Esperança” que devia se chamar “Reforma Agrária”, mas, por motivos que ignoro, tiveram que mudar-lhe o título. Castelo de Areia surgiu em 1.957 numa gravação de Souza e Monteiro. Depois foi gravada pelo Trio Turuna – Arraiel, Luiz Rosas e Creusa Rosa, filhos de Anacleto Rosas Júnior. Esta com Zilo e Zalo já é a terceira gravação desta música. A música do outro lado do compacto “A Grande Esperança” já foi reeditada em dois ou mais LPs de Zilo e Zalo, mas “Castelo de Areia” parece que ficou mesmo só no compacto simples de 1.965.
Cantem com Zilo e Zalo

CASTELO DE AREIA
A minha viola foi feita de pinho
Com ela eu já tive prazer e alegria
Todas tardes no meu ranchinho
Tocando e cantando eu me distraía
Tenho meu cavalo, um belo tordilho
E um gado de raça que eu selecionava
À tardinha eu dava uma ração de milho
Cavalo comendo, eu me descansava.

Assim eu levava a vida sozinho
Só me distraía com as criação
Ali veio morar um vizinho
Que tinha uma filha de linda feição
Quando eu vi a morena, que moça bonita!
Notei simpatia no seu lindo olhar
Senti no meu peito uma dor esquisita
Tratemo ali mesmo de nós se casar.

Casei na capela, viemos pra roça
Minha companheira tão pouco durou
Morreu e deixou minha choça
E a felicidade pra mim se acabou
Eu era feliz vivendo sozinho
Mas a sorte quis que eu tivesse um amor
Já fiz meu castelo, hoje meu peito anseia
Foi tudo de areia e desmoronou.

Soltei meu cavalo lá pras invernadas
Dentro do paiol pendurei meu arreio
A minha viola, coitada,
Está pendurada no alto do esteio
E a minha vida já se transformou
De um jardim de flor numa estrada de espinho
Mas sempre com fé em Nosso Senhor
De novo eu levo a vida sozinho.

Show more

 0 Comments sort   Sort By


Up next